Promotores e servidores que atuam no norte do estado colaboram com atualização do Plano Estratégico

Os promotores de Justiça e servidores que atuam nas comarcas de Juazeiro, Senhor do Bonfim, Paulo Afonso e Jacobina colaboraram com sugestões de melhorias nas iniciativas estratégicas do Ministério Público do Estado da Bahia. O encontro aconteceu nos últimos dias 21 e 22, em Juazeiro, e contou com a participação da procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado. “O Ministério Público precisa estar atento às demandas que a sociedade cobra da instituição, escutar o clamor social, e utilizar o planejamento para atingir os objetivos que ela e nós almejamos”, explicou a PGJ ao abrir o encontro, que teve por objetivo colher contribuições para atualização do Plano Estratégico 2011-2023 da instituição.

“O planejamento deve ser utilizado como instrumento de otimização da eficácia da nossa atuação”, comentou o coordenador da Gestão Estratégica, promotor de Justiça Fábio Velloso, ao apresentar a metodologia de atualização do Plano Estratégico. No primeiro dia do encontro, os participantes também puderam exercitar a integração e a construção de estratégias em uma dinâmica de trabalho em grupos promovida pelo palestrante Paulo Emídio. Em seguida, eles participaram de mesas temáticas para discutir as iniciativas estratégicas em diferentes áreas de atuação do Ministério Público baiano. O Plano Estratégico do MP possui 18 objetivos estratégicos, 90 estratégias e 405 iniciativas estratégicas, que estão sendo revisadas nos encontros regionais. Juazeiro sediou o quarto encontro.

Também participaram dos trabalhos a procuradora-geral de Justiça Adjunta, Sara Mandra Rusciolelli; o corregedor-geral do MP, procurador de Justiça Zuval Gonçalves, e a chefe de Gabinete da Corregedoria-Geral, procuradora de Justiça Elna Leite; o chefe de Gabinete da PGJ, promotor de Justiça Marcelo Guedes; os coordenadores dos Centros de Apoio da Criança e Adolescente (Caoca), Marly Barreto; Saúde (Cesau), Rogério Queiroz; Segurança Pública e Defesa Social (Ceosp), Geder Gomes; Moralidade Administrativa (Caopam), Luciano Taques; Consumidor (Ceacon), Márcia Câncio; Criminal (Caocrim), Marcos Pontes; Cível e Fundações (Caocife), Maria de Fátima; e a promotora de Justiça Nadja Brito, representando a área de Direitos Humanos (Caodh). Ainda contribuíram com os debates no encontro o superintendente de Gestão Administrativa, Frederico Silveira, e servidores da Superintendência, Coordenadoria de Gestão Estratégica, Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) e Central Integrada de Comunicação Social (Cecom).

Deixe uma resposta